Workshop de Maquiagem Artística com Cleber de Oliveira

Eu adoro uma sala de aula, e tive a sorte de começar o ano de 2015 com um workshop maravilhoso sobre maquiagem artística com Cleber de Oliveira, que foi oferecido gratuitamente pela Caixa Cultural aqui em Salvador.
Feliz da vida recebendo o certificado

Feliz da vida recebendo o certificado

Apesar de trabalhar mais com maquiagem social / publicidade / moda, eu fiquei animadíssima em poder participar desse curso pois foi uma chance rara de aprender sobre esse tipo de maquiagem aqui na minha cidade com um profissional tão renomado e ainda por cima de graça! E foram mais de 250 candidatos para pouco mais de 30 vagas! Eu tive mesmo muita sorte!
Bom, antes de entrar em detalhes, vou lembrar que Cleber ministra workshops pelo Brasil inteiro, então vale a pena ficar atento ao que ele posta em suas redes sociais para acompanhar a programação e se inspirar com o seu trabalho:
http://www.ateliecleberoliveira.com
facebook: Cleber de Oliveira
@cleberdeoliveiramakeup
Exercício de estrutura de rosto com pr[atica do degradê

Exercício de estrutura de rosto com prática de degradê

Falando do curso, duas coisas foram muito fortes pra mim logo de cara: a primeira é o próprio Cleber. Não só o trabalho que ele faz, mas a pessoa que ele é: super gente boa, objetivo, observador, crítico e ao mesmo tempo incentivador e carinhoso. E detalhe: muito batalhador! Ele contou que maquia há mais tempo, mas começou profissionalmente mesmo há 6 anos, o que é muito pouco tempo para tantas conquistas! Que história de vida inspiradora!

Eu adoro quando conheço grandes nomes da maquiagem e me apaixono, não só pelo trabalho, mas também pela pessoa, sabe? Porque a gente se inspira não só com as criações, mas também com o criador, e isso nos impulsiona a batalhar mais na nossa profissão! Cleber já virou um querido meu e de todos os alunos, e isso é pra vida, não só pra maquiagem!

Exercício de criação de personagem a partir de um adereço. Minha inspiração foi a Cruella dos 101 Dálmatas, haha!

Exercício de criação de personagem a partir de um adereço. Minha inspiração foi a Cruella dos 101 Dálmatas, haha!

A segunda coisa é a diferença (e bota diferença nisso) entre maquiagem social e artística! Não estou falando só do resultado final, mas dos produtos e das técnicas também! Em certos momentos, eu tinha plena consciência de que minhas aulas de desenho estavam me ajudando mais até do que meus conhecimentos de maquiadora! Foi muuuuito interessante, me fez raciocinar a maquiagem de uma forma totalmente nova, foi um baita exercício para mim!

E foi tanto aprendizado que até os meus trabalhos costumeiros de maquiagem social ganharam um “boost” de criatividade! Ter brincado tanto com cores, personagens, texturas, materiais novos me fez “soltar mais a mão”, ousar mais, o que é muito bacana! Por isso eu sempre digo que todo curso vale a pena, mesmo quando o assunto é um pouco distante da nossa realidade de trabalho! Amei o curso e recomendo a qualquer maquiador!
Exercício final: construção de personagem a partir da imagem de um pássaro. Ameeeeei o desafio!

Exercício final: construção de personagem a partir da imagem de um pássaro. Ameeeeei o desafio!

A partir daqui o post vai ficar bem chatinho para a maioria de vocês, me perdoem… Mas eu quis registrar as dicas mais importantes que aprendi durante o curso na esperança de que algum curioso ou colega de profissão ache interessante. Fora que serve de anotação pessoal minha para estudos futuros, hehehe…
PRIMEIRA DICA: O PERSONAGEM
A maquiagem artística é usada para a construção de personagem, então todo o elemento que vc adiciona à maquiagem tem que ter o propósito de reforçar a identidade desse personagem. Tenha isso sempre em mente. Adicionar traços aleatórios só pra preencher espaço vazio na maquiagem não vale.

SEGUNDA DICA: A PESQUISA
Busque imagens que lhe inspirem, mas evite trabalhos de outros maquiadores, pois ao invés de criar, você pode acabar reproduzindo o trabalho alheio. Use um face chart com 3 rostos para vc desenhar a maquiagem passo a passo.

TERCEIRA DICA: A CONSTRUÇÃO
Você vai usar a estrutura de rosto que já existe ou vai construir uma nova? Todos os traços podem ser aproveitados ou desconstruídos, seja com o jogo de luz e sombra ou com a aplicação de adereços e próteses de látex, depende do que o personagem requer. Lembre que tudo é possível: aumentar nariz, diminuir testa, apagar sobrancelha…

QUARTA DICA: O CONTRASTE
Durante a execução da maquiagem, as cores serão aplicadas e esfumadas. Fique atento para que o efeito geral seja harmonioso. Se você esfumar demais, possivelmente não haverá contraste entre uma cor e outra e a maquiagem perderá a definição (principalmente num palco, onde a distância e a iluminação “apagam” boa parte do que foi feito). Então, se achar necessário, reforce as cores da maquiagem.

QUINTA DICA: A “POEIRINHA”
Cleber fala muito da importância de um bom esfumado, da cor ir sumindo, sumindo até virar o que ele chama de “poeirinha”. Precisamos trabalhar os esfumados de forma que não haja nenhuma marca de transição. Esse é o ponto mais importante do acabamento da maquiagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s